segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

COVA DA URSA CHARDONNAY 2013

 A Quinta Cova da Ursa, fica situada na zona de colinas de Azeitão, na serra da Arrábida. Este Chardonnay estagia em carvalho francês durante 5 meses, dando-lhe mais estrutura e mais elegância. Com aromas a pessegos e ligeiro ananás, e tostado do contacto com a madeira, suave caramelo. Na boca é um vinho com boa mineralidade, boa acidez, nunca perdendo a fruta madura. No final, fica um ligeiro abaunilhado da madeira, com pessego seco, intensidade média e final médio. Um bom vinho para acompanhar comida, como o peixe no forno em molho de tomate e batata.

Região: Setúbal
Castas: Chardonnay
Tipo: Branco
Álcool: 14,5%
Produtor: Bacalhôa Vinhos de Portugal
 Nota Pessoal: 15,5
Preço: a rondar os 8€

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

QUINTA DA BASÍLIA BRANCO 2013

A vida tem altos e baixos, e é isso que faz com que a vida seja maravilhosa, pondo-nos sempre à prova para resolver as coisas. Depois de estar algum tempo ausente, pois a frequência de posts tem sido reduzida, estou de volta. Para os que gostam de ler o meu espaço,porreiro. 

E começamos com um branco que adoro. Vem do Douro, este Quinta da Basília 2013 está muito bom. Na boca sente-se grande frescura, uma acidez vibrante, mineral e com fruta presente. Um vinho bastante gastronómico, prontinho para i imediato, mas com potencial de se guardar uns anos.

Região: Douro
Castas: Viosinho e Rabigato
Tipo: Branco
Produtor: Quinta da Basília
Enólogo: João Brito e Cunha


Nota Pessoal: 16,5
Preço: 9,90€ na garrafeira Coisas do Arco do Vinho

sexta-feira, 25 de Julho de 2014

QUINTA DO AVELAR VINHAS VELHAS TINTO 2009

Para o preço que tem, este tinto tem que se lhe diga. Frescura, fruta madura, acidez, corpo mediano mas perfeito para um vinho que o pode acompanhar no dia a dia sem aborrecer, elegante q.b.. Leve tostado para completar o equilíbrio que tem. Gostei bastante e pode ser uma excelente aposta de um tinto para o Verão.

Região: Regional Lisboa
Castas: Vinhas Velhas
Tipo: Tinto

Nota Pessoal: 15
Preço: a rondar os 6€

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

MÃOS RESERVA TINTO 2010

Mãos, um projecto que conheci logo no arranque e que achei ser um projecto giro, interessante e com pernas para andar, pois provei os vinhos e pensei serem um pouco diferentes do habitual. Conclusão, qualidade não falta, pois hoje em dia só faz mau vinho quem quer. Mas é o estilo duriense, sem grandes mudanças no estilo, sem arrojar. Este reserva é um bom vinho, com a sua fruta bem madura, floral, com corpo interessante, boa intensidade e de final longo. Alguma madeira em demasia ainda a chatear, mas há quem goste assim.
Gostos são gostos.

E será que se aguenta uns anos?


Região: Douro
Tipo: Tinto

Nota Pessoal: 15,5
Preço:  a rondar os 20€

sexta-feira, 11 de Julho de 2014

LOIOS BRANCO 2013

Parece que finalmente o calor chegou, e com isso trouxe a vontade de beber coisas frescas. Um dos vinhos com melhor qualidade/ preço até aos 5€, este Loios dá prazer. E é isso que interessa. Por isso, a acompanhar uma boa salada, um peixe grelhado ou sozinho, este vinho é uma boa escolha.

Nota: 14,5

terça-feira, 1 de Julho de 2014

VINHA DO ALMO TINTO 2011


Um vinho tinto vindo do Alentejo, da Herdade do Perdigão. Este tinto traz-nos aromas a frutos silvestres, ligeiras notas vegetais, alguma erva cortada, e suaves notas de baunilha, mas nada exuberante. Na boca é um vinho fácil, sem grandes pretensões, com fruta madura, frescura q.b., de intensidade média e de final médio.

Um vinho tinto bastante agradável, que dá prazer em beber, e isso é o que mais importa.

Região: Alentejo
Castas: Trincadeira, Aragonez e Touriga Nacional
Tipo: Tinto
Álcool: 14%
Produtor: Herdade do Perdigão

Nota Pessoal: 14,5
Preço: a rondar os 5€

terça-feira, 3 de Junho de 2014

SÃO LOURENÇO DO BARROCAL TINTO 2012

São Lourenço do Barrocal, Alentejo. Uma herdade de perder de vista, pois a sua dimensão é enorme, com cerca de 7,8 milhões de m2, assim está referenciado no site do produtor. Com 150.000 m2 de vinha, este produtor engarrafa duas referências: branco e tinto.

Vamos ao tinto. O que se quer mais quando se prova um vinho e dá vontade de beber mais? É o que acontece com este tinto alentejano, dá prazer pela frescura que tem, com a sua fruta presente sem chatear a boca, com acidez presente para limpar o palato de comidas mais condimentadas, com um equilíbrio muito interessante, com uma especiaria elegante e um final nada exagerado, mas correcto. Um vinho que está pronto a beber, que é feito para o dia a dia, e que depois de o provar, vai querer tê-lo por casa.

A compra para já é por email, caixa de 6 garrafas, e com sorte, não paga portes.


Região: Alentejo
Castas: Aragonês, Alicante Bouschet e Touriga Nacional
Tipo: Tinto
Álcool: 14%
Produtor: Maria do Carmo Martins Pereira
Enólogo: Susana Esteban

Nota Pessoal: 15,5
Preço: 5€ (30€ a caixa) no site do produtor por aqui   info@barrocal.pt

sábado, 17 de Maio de 2014

ADEGA MÃE CABERNET SAUVIGNON 2011

Voltei a provar este vinho, e voltei a gostar. Tinha provado no seu lançamento, ainda com muita pujança de tão novo que estava, mas com a casta identificada à primeira vez que o levei ao nariz. Tinha tudo o que a casta nos dá. Desta vez, já está mais domado, macio, com alguma elegância, mas com a casta a mostrar bem o seu perfil. Destacam-se os aromas a cereja, pimenta, cravo, algum pimentão. Na boca é um vinho de corpo médio, com frescura, acidez presente mas com bom equilibrio, de boa intensidade e de final médio. 
Um bom Cabernet de terras lusas, com a frescura da região de Lisboa.









Região: Vinho Regional Lisboa
Castas: Cabernet Sauvignon
Tipo: Tinto
Álcool: 13,5%
Produtor: Adega Mãe Soc. Agricola
Nota Pessoal: 16
Preço: 7€